Freeman tem a fama de ser muito sério e de poucas palavras quando fala com a imprensa, mas não foi assim que apareceu aos jornalistas para falar do seu último filme "Ben-Hur". Num hotel de Beverly Hills, o silêncio da sala foi interrompido por um ruidoso arroto: era Morgan Freeman que se apressou em justificar a atitude: "Desculpe, é que acabei de comer guacamole".

Aos 79 anos, Freeman parece não dar sinais de querer abrandar. Do extenso currículo fazem já parte 79 filmes, em mais de 50 anos de carreira.

O novo "Ben-Hur" apresenta a visão do cineasta Timur Bekmambetov sobre o romance de Lew Wallace - o remake mais famoso é o de William Wyler, de 1959, protagonizado por Charlton Heston, que conseguiu arrecadar 11 estatuetas douradas.

No novo filme, Jack Huston é Judah Ben-Hur, Tobby Kebell é Messala Severus e o brasileiro Rodrigo Santoro é Jesus Cristo. Freeman interpreta Ilderim.

Questionado sobre se tinha algum conselho para Santoro, respondeu: "não é difícil dar vida a uma divindade". "As pessoas perguntam-me: 'Você fez o papel de Deus (em 'Todo Poderoso'). Como se preparou?’”, conta. "Indo à Igreja? Não. A ler o guião, é assim que se prepara uma personagem", conclui.

Já quando se pergunta a Freeman porque continua a trabalhar, opta por contar uma história.

"Ouvi esta história - talvez seja falsa, mas não me parece", diz. "É sobre um grande ator. Na última noite vivo escreveu antes de dormir: 'Eu trabalho'. É realmente isso que fazemos, procuramos trabalho. Quando se é tão sortudo como eu, de vez em quando aparecem-nos com filmes extraordinários", afirma.

A existência de Deus foi um tema central nesta conversa. Freeman não acredita em Deus, para ele foi a humanidade que "o inventou", mas considera que uma história tão religiosa como "Ben-Hur" merece ser contada várias vezes. Apesar de ser agnóstico, Freeman diz que "há muitas coisas boas nesta história que, de alguma maneira, nos educam: a ideia de redenção, tolerância, perdão e amor. Todas essas coisas nos fazem querer ser pessoas melhores".

A versão de Ben-Hur realizada pelo cineasta Timur Bekmambetov e com Jack Huston no papel de Judah Ben-Hur tem estreia marcada em Portugal no dia 1 de setembro deste ano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.