O jornal britânico The Guardian compilou algumas das melhores - e piores - mentiras do dia 1 de abril da internet. “Numa era em que nos podemos deparar com um título “Neta de Mussolini bate em Jim Carrey por causa de cartoons’ e não é uma partida, podemos pensar que o tradicional Dia das Mentiras já teve os seus dias. Mas enganam-se”, escreve o jornal na sua edição online.

Com a proliferação das notícias falsas e com o aparecimento de plataformas que permitem a qualquer utilizador criar artigo e difundi-lo nas redes sociais como se fosse um artigo real e verídico de um meio de comunicação social tornou-se legítimo que todos os dias percorrêssemos o feed como se fosse o primeiro dia do mês de abril. No entanto, este dia mantém-se vivo pela liberdade humorística que confere aos jornais para poderem brincar com os seus leitores.

O Brexit foi um dos temas favoritos da imprensa. Foi com base no tema que o Daily Express fez quando noticiou esta segunda-feira que o Reino Unido pode ser banido do festival da Eurovisão devido a uma decisão do Instituto do Festival Eurovisão da Canção. Ou quanto o Telegraph sugere que o Parlamento britânico iria recuperar uma lei dos tempos de Oliver Cromwell para proibir as piadas do Dia das Mentiras.

O The Sun, noutro tema, disse que iria existir uma nova coleção de moedas desenhadas da Royal Mint baseadas em emojis, incluindo um emoji de um cócó de 50 pences. E o Daily Star disse que a partir de hoje era possível obter cerveja em pontos do NHS, o sistema nacional de saúde do Reino Unido. Já o The Times noticiou a chegada de drones que conseguem passear os cães pelos donos e o Daily Mail disse que Larry, o gato que mora no número 10 de Downing Street (a residência do primeiro-ministro no Reino Unido) ia ter a sua própria portinhola para entrar em casa.

Mas o Dia das Mentiras não fica só pela imprensa. A British Transport Police disse que iria multar quem comesse snacks malcheirosos nos transportes ou na via pública com multas até duas mil libras.

A Lego e a McDonalds também decidiram meter-se com os consumidores. A primeira com uma aplicação que através da câmera nos permite encontrar as peças com as cores que queremos numa pilha de legos. Já a cadeia norte-americana de fast food anunciou molhos para molhar as batatas fritas com sabor a milkshake.

Para algumas empresas, fazer piadas no dia das mentiras já é uma tradição, sendo a Google, provavelmente, o melhor exemplo dessa postura. Este ano, a tecnológica lançou um vídeo promocional - e até um artigo altamente detalhado - relativo ao Google Tulip, um vaso high-tech e respetiva app ficcional que permitiriam perceber o que é que as flores pensam e interagir com estes seres.

Já o Tinder, a popular aplicação de relacionamentos, disse resolver um problema crónico para muitos utilizadores: homens a mentir sobre a sua altura real. Supostamente, o problema será resolvido com uma nova forma de medição em que cada pretendente masculino tem de fazer upload de uma fotografia sua em frente a um edifício e a aplicação promete fazer uma comparação para calcular a altura.

Por fim, nem os animais escapam às tropelias do dia 1 de abril, sendo que a conta oficial de turismo da Austrália fez a chocante de revelação de que existem koalas que nascem com pele de leopardo, ao passo que a polícia do condado de Cambridgeshire, no Reino Unido, disse que ia implementar um coelho farejador de droga no terreno.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.