Os prémios Ariel são atribuídos pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas do México, e foram criados em 1946. Há uma categoria destinada a distinguir, com o Ariel de Prata, a melhor produção do espaço ibero-americano.

Estreado em dezembro passado, “Parque Mayer” conta a história de uma jovem que sonha ser artista de teatro de revista no Parque Mayer, nos anos 1930, altura em que tem início o regime político de Oliveira Salazar.

O filme foi produzido por Tino Navarro, tem argumento de Tiago Santos e interpretação, entre outros, de Francisco Froes, Daniela Melchior, Diogo Morgado e Miguel Guilherme.

Nos cinemas portugueses foi visto por cerca de 33 mil espectadores.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.