Segundo a lista de vencedores o Grande Prémio foi para dois filmes, “A Hero” do realizador iraniano Asghar Farhadi, e “Hytti NRO 6”, do finlandês Juho Kuosmanen.

O Prémio do Júri distinguiu também duas obras, “Ahed’s Knee” do director Nadav Lapid (Israel) e “Memoria” do director Apichatpong Weerasethakul (Tailândia).

O prémio de realização foi para Leos Carax, pelo filme “Annette”, de França, com o de melhor ator a ser atribuído ao americano Caleb Landry Jones pela interpretação no filme francês “Nitram”.

A melhor interpretação feminina foi para a atriz norueguesa Renate Reinsveve, em “Julie em 12 capítulos”.

Ryusuke Hamaguchi, com “Drive my car” (Japão), recebeu o prémio de melhor argumento, e a realizadora Antoneta Alamat Kusijanovic (Croácia) ganhou o prémio Câmara de Ouro, com “Murina”.

A Palma de Ouro para curta-metragem distinguiu o filme “Todos os Corvos do Mundo” do realizador Tang Yi (Hong Kong), com “O céu do mês de agosto”, de Jasmin Tenucci (Brasil) a receber uma menção especial na mesma categoria.

O português Diogo Salgado competia na categoria de curta-metragem com o filme “Noite Turva”, o primeiro filme do realizador.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.