A instituição refere, em nota hoje enviada à agência Lusa, que a conta "Cáritas, com Portugal, abraça vítimas dos incêndios", criada em parceria com a Caixa Económica Montepio Geral, "fecha com o montante de 413.900,22 euros".

"O valor angariado será empregue, em articulação com as autoridades locais e nacionais, na aquisição de animais e sua alimentação, assim como na compra de alfaias agrícolas e reconstrução de infraestruturas de apoio", adianta.

A Cáritas Portuguesa explica que desta forma apoia "pequenos agricultores que têm nesta atividade um reforço do seu orçamento económico".

A nota acrescenta que da verba já angariada nesta conta, a Cáritas Portuguesa, com o apoio do Governo dos Estados Unidos da América, entregou no mês de outubro um total de 100 toneladas de ração para animais, nos concelhos de Vouzela, Tondela, Vagos, Oliveira do Bairro, Aveiro, Guarda, Seia e Gouveia.

"A Cáritas não abandona os mais fragilizados e estará sempre empenhada em fazer tudo o que está ao seu alcance para minorar o sofrimento das pessoas. A destruição que assistimos com os fogos do verão e do outono deixaram centenas de pessoas sem casa, sem trabalho e totalmente desprotegidas", refere na nota Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa.

Segundo o responsável, "o povo português mostrou uma vez mais que é generoso e, com cada contribuição", a Cáritas vai poder continuar com a sua ação "para ir ao encontro de todos quantos necessitem de ajuda".

Na mesma nota, a Cáritas Portuguesa adianta que tem ainda a decorrer a campanha de Natal denominada "10 Milhões de Estrelas - Um Gesto pela Paz", para angariação de fundos que serão aplicados nas ações das Cáritas diocesanas de todo o país e no apoio às vítimas dos incêndios deste ano.

"Durante os meses de novembro, dezembro e início de janeiro, todos os que quiserem juntar-se à Cáritas, participando na sua missão de estar ao lado dos mais frágeis, poderão adquirir uma vela, pelo valor simbólico de um euro, ou de um ‘pack' de quatro velas por quatro euros, nas Cáritas Diocesanas, escolas e paróquias aderentes e na cadeia de supermercados Pingo Doce, que se mantém como parceiro da instituição", é explicado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.