O músico português José Cid vai receber um Grammy de “Excelência Musical”, anunciou a Academia Latina de Gravação, um prémio "concedido a artistas que fizeram contribuições de significado artístico excecional para a música latina”, refere a página oficial da Academia.

“José Cid adaptou sem esforço a influência da música popular anglo ao estilo original do pop-rock português. Em 1956, o surgimento de sua banda cover Os Babies marcou um momento de “antes e depois” para o pop-rock em Portugal. O seu próximo grupo, o Quarteto 1111, criou as bases do rock português, com uma forte tonalidade psicodélica e lançamentos inovadores, como o enorme sucesso de 1967 "A Lenda De El-Rei D. Sebastião". Continuando como artista solo, em 1978 lançou 10000 Anos Depois Entre Vénus e Marte, considerado uma obra prima do rock progressivo. Ao atingir um novo estágio de maturidade musical nos anos 1980, Cid transformou seu songbook (cancioneiro) das raízes de Portugal no maravilhoso Fado de Sempre. Com dezenas de sucessos, ele continua a ser uma grande atração em concertos em Portugal, lançando novas músicas e álbuns de shows ao vivo”, pode ler-se no comunicado da Academia.

Ao SAPO24, o músico afirmou este é "um reconhecimento merecido à música portuguesa que é tantas vezes ignorada lá fora" e "até aqui ao lado no Brasil ou em Espanha". Cid conta que num mercado de música pequeno como o português é difícil saltar além fronteiras, especialmente quando "eles [músicos estrangeiros] entram aos montes cá para dentro", o que, nas suas palavras, apenas dignifica mais este reconhecimento internacional.

A notícia, essa recebeu-a já há três meses, revela, mas teve de manter o segredo sob pena de desclassificação. "Não foi fácil, não foi nada fácil guardar uma notícia dessas", disse entre sorrisos. A informação de que o galardão se iria tornar público hoje foi-lhe dado pela mulher esta manhã. "Ela é que trata dessas coisas dos computadores e me disse logo pela manhã, eu sou totalmente analógico, passo o meu dia nos livros, na música e na poesia. Estou muito muito feliz", diz.

Além de José Cid, também Eva Ayllón, Joan Baez, Lupita D'alessio, Hugo Fattoruso, Pimpinela, Omara Portuondo e José Luis Rodríguez "El Puma" vão ser distinguidos com o mesmo galardão, enquanto Mario Kaminsky vai receber o prémio da Direção.

José Cid vai receber o Grammy Latino numa cerimónia em Las Vegas, nos Estados Unidos da América, em 13 de novembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.