O livro inclui os poemas de Alegre que a fadista cantou, dois inéditos (entre eles o que dá nome ao livro, “As Sílabas de Amália”) e outros sobre o fado, a maioria nunca antes publicados.

"As Sílabas de Amália” será editado em forma físico e em audiolivro, lido pelo próprio poeta, e é também um testemunho da relação de convívio e amizade de Manuel Alegre com Amália Rodrigues e com Alain Oulman.

A obra, com a chancela da D. Quixote, chega às livrarias a 21 de julho.

Amália Rodrigues, nascida há cem anos, em Lisboa, protagonizou a mais fulgurante carreira musical do século XX em Portugal.  Concertos, exposições, ‘videomapping’ e a festa de reabertura das casas de fado são algumas das iniciativas previstas para celebrar os 100 anos do nascimento de Amália Rodrigues. A agenda das comemorações pode ser consultada aqui.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.