Melati, com dez anos, já fazia parte da família do Jardim Zoológico de Londres. Asim, com sete anos, foi trazido para o Zoo, no final de janeiro, no âmbito de um programa de conservação e acasalamento para evitar a extinção da espécie.

Melati e Asim foram postos no mesmo recinto na sexta-feira, para que pudessem conhecer-se e, esperavam os tratadores, acasalar.

Dez dias antes, os dois tigres tinham sido colocados em recintos adjacentes para que se fossem acostumando um ao outro. A ideia era que pudessem “ver-se e cheirar-se” antes de serem colocados juntos.

Os tratadores foram monitorizando as interações e, quando começaram a ver “sinais positivos”, decidiram arriscar e juntá-los. A mudança foi feita na sexta-feira de manhã.

A porta que separa os dois recintos foi aberta e os dois tigres aproximaram-se um do outro.

Asim deslocou-se até Melati e, tal como esperado, os dois animais tiveram um comportamento inicialmente cauteloso.

No entanto, a interação “rapidamente escalou para um nível mais agressivo”, explica o Zoo.

A equipa acionou os procedimentos necessários para responder à situação, tais como disparar alarmes para distrair os dois animais, mas não foi capaz de impedir o ataque mortal.

Os tratadores acabaram por conseguir isolar Asim, para chegarem até Melati, que foi dada como morta pelo veterinários.

“Estamos todos desolados pela perda da Melati”, confessa a equipa numa nota colocada no site do Zoo de Londres.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.