A Sala Garrett do D. Maria II recebe, hoje e quinta-feira, “C’est la vie”, que será depois exibido no Porto nos dias 6 e 7 de dezembro. Em Lisboa será ainda apresentada “Moi, Corinne Dadat”, na sexta-feira e no sábado, e, no Porto, “Acabar em Beleza”, que já passou pelo espaço lisboeta, em 2017.

O franco-marroquino explora, na peça que hoje se estreia, uma “performance-experiência-limite”, que se “equilibra no arame da delicadeza”, pode ler-se na apresentação do espetáculo, falado em francês e legendado em português.

Com texto e conceção de Mohamed El Khatib, “C'est la vie” é um espetáculo do Collectif Zirlib interpretado por Fanny Catel e Daniel Kenigsberg. A realização é de Frédéric Hocké e Mohamed El Khatib e, a direção de cena, de Olivier Berthel.

Com o apoio do Institut Français e da Embaixada de França em Portugal, o espetáculo vai depois ao Porto, junto a “Acabar em Beleza”. O texto recebeu o prémio da Commission Nationale d’Aide à la Création de Textes Dramatiques-Artcena.

A segunda peça apresentada em Lisboa, “Moi, Corinne Dadat”, nasce “do encontro entre o autor e a empregada doméstica”, e é um “poema cénico que abraça a ficção e o documentário”, construindo “uma história íntima da classe popular”.

“É o retrato de uma mulher ‘invisível’. Revelam-se instantâneos da vida, testemunhos da língua e dos corpos que são maltratados, do mundo operário no trabalho, mas também da família e da esfera doméstica”, lê-se na sinopse.

Em “Acabar em Beleza”, que regressa a Portugal depois de ser apresentado no D. Maria II, em 2017, El Khatib coloca-se sozinho em palco e explora, também com recurso ao vídeo, a relação com a mãe e a sua morte, inesperada e a meio do processo de criação e diálogo.

“Explora as modalidades de diálogo, a partir da noção de fragmento: fragmento de uma relação, de uma história, de uma paisagem, de tudo o que restará de nós (nós entendido aqui como uma mãe e um filho depois de um evento final como a morte)”, descreve a apresentação preparada pelo D. Maria II, que editou a peça em livro, na coleção com a editora Bicho do Mato.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.