De acordo com a programação hoje anunciada, setembro começa no Theatro Circo com um espetáculo sobre “poder, arquitetura e emancipação”, que deriva de “A Casa das Bonecas”, de Henrik Ibsen.

A peça, que teve estreia em 2020 em Lisboa, já passou por Guimarães e estará em cena em Braga a 02 e 03 de setembro, com criação e direção de Cátia Tomé, Ivo Saraiva e Ricardo Teixeira.

Até outubro, a restante programação será feita, sobretudo, de música, nomeadamente com o artista angolano A’Mosi Just a Label (dia 04), com duo português Siricaia (dia 10) e com a compositora sueca Maria Horn (dia 11).

Setembro será ainda o mês em que o Theatro Circo recebe os norte-americanos Native Harrow (dia 18) e o músico português Fausto Bordalo Dias (dia 25).

Outubro abrirá com Lena d’Água, seguindo-se o músico espanhol Rodrigo Cuevas (dia 02), e Rodrigo Leão em dose dupla, nos dias 08 e 09, numa altura em que lançará o álbum “A estranha beleza da vida”.

O guitarrista Manuel de Oliveira estará em Braga a 22 de outubro com o álbum “Entre-Lugar”, que gravou durante os confinamentos.

O Theatro Circo irá ainda repor, a 23 de outubro, o espetáculo “Haxan”, que deveria ter acontecido no final de 2020, com os músicos Cláudia Guerreiro e St. James Park.

Segundo a programação anunciada, o Theatro Circo acolherá ainda os Encontros da Imagem, com a exposição “Syracuse”, do fotógrafo norte-americano Bruce Gilden, a partir de 17 de setembro.

No final de outubro, o Theatro Circo será ainda um dos palcos do Festival Semibreve.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.