A estreia europeia está marcada para 09 de maio de 2019 em Londres, com a London Contemporary Orchestra a interpretar a sinfonia que Philip Glass escreveu, inspirado no álbum "Lodger" (1979), de David Bowie.

Philip Glass completa, assim, as três sinfonias que escreveu ao longo de mais de 20 anos a partir de três álbuns que David Bowie compôs, em colaboração com Brian Eno, depois de ter estado em Berlim: "Low" (1977), "Heroes" (1977) e "Lodger" (1979).

No concerto em maio de 2019, com direção dos maestros Hugh Brunt e Robert Ames, aquela orquestra irá interpretar, assim, as três composições sinfónicas de Glass de tributo a Bowie: Sinfonia n.º 1 ("Low"), composta em 1992, Sinfonia n.º 4 ("Heroes"), escrita em 1996, e Sinfonia n.º 12 ("Lodger").

Amigos e admiradores durante várias décadas, Philip Glass e David Bowie foram conversando sobre a criação daquelas peças sinfónicas e, segundo o jornal The Guardian, ambos terão trocado ideias sobre a concretização desta terceira sinfonia.

David Bowie morreu em janeiro de 2016 e meses depois a composição de Glass inspirada em "Heroes" foi a primeira obra sinfónica a ser interpretada no festival de Glastonbury, no Reino Unido.

Philip Glass, 81 anos, considerado um dos mais importantes compositores do século XX, atuou em Portugal em 2011, na Casa da Música, no Porto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.