O paladar remete-nos para o ovo de galinha. O sabor e o aroma são iguais, tal como a textura, mas não é um ovo convencional. É, antes, um produto inovador produzido 100% a partir de extratos vegetais e sem qualquer uso de conservantes.

“Trabalhamos no desenvolvimento de mimetizar o ovo de galinha, a partir da soja – planta que possui propriedades físico-químicas que lhes permitem criar um produto final semelhante ao ovo. Ele cheira a ovo, sabe a ovo, mas não é ovo”, sublinha Daniel Abegão, um dos sócios da Plantalicious —, empresa portuguesa que criou o inovador “ovo” vegetal após cinco anos de pesquisa.

Na composição deste “ovo” no qual trabalharam em conjunto de profissionais da nutrição, bioquímica e engenharia, entra, além de outros extratos vegetais, a base de feijão de soja, “um superalimento rico em saponinas, antioxidantes (isoflavonas) e fibras, compostos que, em conjunto, ajudam a diminuir o colesterol total, o LDL e os triglicerídeos”, descreve em comunicado a empresa nacional focada no desenvolvimento de produtos plant-based.

O valor nutricional foi outra das apostas. “Criamos um bom produto, tecnicamente correto e saudável. Será́ comercializado congelado e poderá́ ser mantido no congelador entre nove e 12 meses”, adianta Daniel Abegão, administrador e responsável técnico do CFER – Centre for Food Education e Research —, localizado em Alcobaça.

A criação de um produto análogo ao ovo da galinha – a primeira versão líquida em Portugal - foi inspirado no crescimento do mercado vegan a nível mundial, sustenta Mayla Araújo, sócia da Plantalicious.

“As alternativas plant-based são uma tendência progressiva na economia mundial. Após pesquisas de mercado, percebemos que existia uma lacuna no mercado português. Vegetarianos, veganos ou mesmo pessoas com alergias a ovo, não tinham opções no mercado.  Criamos um produto com valor organolético mais próximo ao ovo da galinha, sendo atraente a todos os paladares”, atestou a investigadora e cientista gastronómica.

Com diferentes possibilidades de uso gastronómico, a Plantalicious tem desenvolvido estudos para a utilização futura na pastelaria e panificação.

O “ovo” vegetal líquido deverá entrar no mercado nacional “no início do segundo semestre”, anunciou ainda a empresa portuguesa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt