João Roseira continua a ser a alma deste evento lançado em 2013, que decorrerá durante dois dias no Cais Novo, um edifício situado atrás do Museu do Vinho Porto, no Porto, e que é descrito como uma "manifestação independente e alternativa que reúne 'vignerons' unidos simplesmente pelo vinho que respeita a terra, a vinha, as uvas e as tradições".

'Vigneron' é um termo francês que significa aquele que "produz as uvas de que faz o seu vinho", resume João Roseira, ele próprio produtor, no Douro, acrescentando que essas pessoas, em geral "fazem tudo" e isso envolve "uma parte emocional" muito forte.

A edição anterior do evento uniu-se à associação ambientalista Quercus para "minorar os efeitos dos dramáticos fogos florestais" de 2017 e este ano há "um convidado especial", o Brasil, que estará presente com "uma pequenina ‘vigneron’", Marina Santos, com os seus "vinhos da serra gaúcha".

"Portugal, a seguir ao Chile, é o segundo maior exportador de vinhos para o Brasil, tendo ultrapassado a Argentina", salienta João Roseira, para destacar a importância daquele mercado para os produtores nacionais.

O organizador destaca também a presença de Carmelo Peña, um enólogo espanhol que trabalhou alguns anos em Portugal com Dirk Niepoort e hoje faz vinhos na árida ilha de Lanzarote, nas Canárias, que se destacam pela sua "grande acidez" resultante da influência marítima.

Os produtores portugueses estão em grande maioria entre os "101 ‘vignerons’ presentes" no simplesmente… Vinho 2019 e são do país inteiro, sendo certo que o Douro domina, mas um deles, José Carvalho, que "é do Porto", faz vinhos em França.

Também estarão presentes produtores já com alguma dimensão comercial e notoriedade pública, como Luís Pato, da Bairrada, e Dirk Niepoort, mas com vinhos pouco alinhados com o gosto dominante.

João Roseira referiu que os participantes não se inscrevem como noutros certames, sendo convidados pela própria organização e esta, acrescenta, resume-se a si próprio, à sua filha, "na produção", e ao seu filho, responsável pela "comunicação e o design".

O Simplesmente… Vinho coincide na sexta-feira e no sábado com o Essência do Vinho, um evento com outras características e muito maior dimensão que esta começou hoje no Palácio da Bolsa, prolongando-se até domingo próximo, e ao qual João Roseira credita um papel importante na "promoção do vinho português".

O vinho é tudo o que une os dois eventos, visto que ambos funcionam sem a menor ligação institucional, algo que João Roseira simplesmente regista. "Podíamos fazer do Porto a capital mundial do vinho neste fim-de-semana", considera, sem mais comentários.

O evento reúne ainda três chefes cozinheiros e os seus petiscos, "porque nada melhor que amigos e bons petiscos para saborear vinhos sinceros", dizem os organizadores, tem uma exposição de arte e concertos pelos Budda Power Blues, na sexta-feira, e por Pierre Aderne, no dia seguinte, que apresentará o Wine Album, que alia música e vinho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.