Agora com o patrocínio da EDP, os concertos do renovado festival começam às 20:00 de hoje com os britânicos The Veils, que ainda este ano integraram a banda sonora da série “Twin Peaks”, de David Lynch.

A seguir, voltam aos palcos nacionais os suíços The Young Gods, que atuaram em Portugal de forma regular ao longo de anos anos, estando sem lançar um disco de originais desde 2010, enquanto depois atuam os britânicos The Mission, um dos nomes maiores do movimento de rock gótico da década de 1980.

Para as 23:50 está previsto o concerto de The Jesus & Mary Chain, que lançaram este ano o primeiro disco desde 1998, intitulado “Damage and Joy”.

A noite encerra com os Primal Scream, de Bobby Gillespie, que, nos anos 1980, chegou a tocar bateria na banda que o vai anteceder em palco.

A compra de bilhetes para Vilar de Mouros, no período de pré-venda, aumentou 30% em relação a 2016 o que, segundo a organização, “irá refletir-se no total de pessoas” que, durante três dias, vão passar pelo festival.

Vilar de Mouros: não chegaram a tocar no festival, mas Elton John nunca tocaria sem eles
Vilar de Mouros: não chegaram a tocar no festival, mas Elton John nunca tocaria sem eles
Ver artigo

“Este ano estamos a ter uma aceitação, em termos de pré-venda, bastante superior à edição do ano passado. Estamos a ter um acréscimo na ordem dos 30%. Contamos que se reflita no total dos dias”, afirmou, dias antes do arranque do evento, Diogo Marques, um dos organizadores do festival.

O responsável adiantou que o recinto do festival, que teve a primeira edição em 1965 naquela aldeia do concelho de Caminha e que este ano vai decorrer entre hoje e sábado, “será alargado para um total de 15 mil pessoas – mais cinco mil do que em 2016 – e incluirá espaço de campismo”.

Diogo Marques adiantou que o cartaz da edição 2017 pretende “reafirmar a linha que a organização definiu para seis anos de Vilar Mouros”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.