Donald Trump prometeu este sábado, 11 de fevereiro, reduzir "significativamente" o custo do muro - que terá vedações e paredes - na fronteira com o México.

“Ando a ler que o grande muro na fronteira vai custar mais do que o Governo pensou originalmente, mas eu ainda não me envolvi na conceção e nas negociações. Quando o fizer, tal como com o avião de combate F-35 ou com o programa Air Force One, o preço vai cair CONSIDERAVELMENTE!", escreveu o Presidente dos EUA no Twitter.

A mensagem surge na sequência da notícia avançada pela Reuters, onde se informa que o custo estimado do muro é de 21,6 mil milhões de dólares e que este levará mais de três anos a ficar concluído, de acordo com um relatório o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos.

A construção deste muro fronteiriço foi uma das propostas mais polémicas de Trump durante a campanha eleitoral para as presidenciais de novembro de 2016. O valor agora estimado para a obra excede largamente os 12 mil milhões de dólares (11,2 mil milhões de euros) então citados por Trump.

O Presidente dos EUA assinou em janeiro deste ano uma ordem executiva para destinar fundos federais à construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México, tendo insistido sempre que o país liderado por Peña Nieto iria pagar pela construção, nem que seja de forma indireta.

Estas declarações fizeram com que escalasse a tensão entre Trump e Peña Nieto, que acabou por cancelar uma visita que tinha marcada para os EUA nos dias seguintes à polémica. O presidente dos EUA chegou mesmo a sugerir que o muro fosse financiado por um imposto de 20% sobre todos os bens provenientes do México. Trump acusou ainda o México de “aproveitar” dos EUA durante muito tempo e disse que isso iria acabar agora.

Os dois presidentes acabaram por falar ao telefone dias depois, mas nem essa conversa foi isenta de polémica, com o México a esclarecer que daria um "contundente e rotundo não" à proposta do presidente norte-americano de enviar tropas para o México para ajudar a combater o crime organizado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.