No dia 11 de setembro de 2001, os EUA e o mundo assistiram em direto pelas televisões à destruição das Torres Gémeas do World Trade Center em Nova Iorque, num ataque que também atingiu o Pentágono, perto de Washington.

Estes ataques, os mais mortais da história com quase 3.000 mortos, foram realizados por 19 operacionais da Al-Qaeda, que sequestraram e pilotaram quatro aviões que descolaram dos aeroportos da Costa Leste - Boston, Washington e Newark - com destino à Califórnia.

Dois aviões atingiram as Torres Gémeas, que arderam e colapsaram em menos de duas horas, e um terceiro avião fez explodir parte do Pentágono.

Um quarto avião - presumivelmente visando o Capitólio, a sede do Congresso norte-americano, ou a Casa Branca - despenhou-se em Shanksville, Pensilvânia, depois de os passageiros e a tripulação terem contra-atacado os quatro sequestradores.

Nenhuma das pessoas a bordo dos quatro aviões sobreviveu.

Eis os momentos-chave de um dia que abalou a principal potência mundial e mudou o curso da história, como documentado pela Comissão de Inquérito do Congresso sobre os ataques e pelo Museu Memorial de Nova Iorque dedicado às vítimas.

As horas indicadas correspondem ao tempo local, mais cinco horas em Lisboa.

- 07:59: O voo 11 da American Airlines, um Boeing 767 com 92 pessoas a bordo, incluindo cinco sequestradores, descola do aeroporto de Boston para Los Angeles.

- 08:15: O voo 175 da United Airlines, um Boeing 767 com 65 pessoas a bordo, incluindo cinco sequestradores, descola de Boston para Los Angeles.

- 08:20: O voo 77 da American Airlines, um Boeing 757, descola do aeroporto de Washington-Dulles para São Francisco com 64 pessoas a bordo, incluindo cinco sequestradores.

- 08:42: O voo 93 da United Airlines descola de Newark, Nova Jersey, para São Francisco com 44 pessoas a bordo, incluindo quatro sequestradores.

- 08:46: O voo 11 da American Airlines atinge a Torre Norte do World Trade Center (WTC). Abre uma brecha gigantesca nos pisos superiores do edifício, que irrompe em chamas.

- 09:03: O voo 175 da United Airlines embate nos andares superiores da Torre Sul.

- 09:05: Sarasota, Florida: O Presidente George W. Bush estava a começar a ler uma história às crianças numa escola primária. "Um segundo avião atingiu a segunda torre. A América está a ser atacada", sussurrou-lhe ao ouvido o seu chefe de gabinete.

- 09:25: A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) anuncia o encerramento do espaço aéreo dos EUA e proíbe todas as descolagens.

- 09:30: George W. Bush diz aos alunos que está de regresso a Washington por causa de um "aparente ataque terrorista".

- 09:37: O voo 77 da American Airlines embate no lado oeste do Pentágono, no dia em que passam 60 anos sobre o início da construção do edifício (11 de setembro de 1941).

- 09:42: A FAA ordena a todos os aviões em voo que aterrem o mais depressa possível.

- 09:45: Evacuação do Capitólio e da Casa Branca.

- 09:59: Colapso da Torre Sul do WTC num dilúvio de fogo, aço e poeira. A violência é tão grande que nunca foram encontrados vestígios de ADN de centenas de vítimas.

- 10:03: O voo 93 da United Airlines despenha-se num campo em Shanksville. Alguns dos passageiros, informados por telemóvel do que estava a acontecer em Nova Iorque, resistiram aos terroristas.

- 10:15: Colapso parcial da zona E do Pentágono, onde morreram 70 civis e 55 militares.

- 10:28: Colapso da Torre Norte do WTC, 102 minutos após ter sido atingida. A ponta sul de Manhattan está coberta por uma nuvem de cinzas e detritos.

- 11:02: O presidente da câmara de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, pede ao público para abandonar a zona baixa de Manhattan.

- 12:16: Aterragem do último voo ainda no ar na zona continental dos Estados Unidos. Em duas horas e meia, o espaço aéreo dos EUA foi libertado de cerca de 4.500 aviões comerciais e de aviação geral.

- 13:04: George W. Bush, que foi transportado para a Base Aérea de Barksdale, coloca as forças armadas em "alerta máximo" e promete "apanhar e punir os cobardes responsáveis" pelos ataques. O Presidente será transferido para a Base da Força Aérea de Offutt, no centro do Nebrasca, antes de regressar à Casa Branca à noite.

- 13:27: O presidente da câmara de Washington, Anthony Williams, declara o estado de emergência na capital federal.

- 17:20: Colapso do edifício 7, de 47 pisos, do complexo do WTC.

- 20:30: Num discurso à nação, George W. Bush denuncia "atos terroristas deliberados". Promete localizar os responsáveis e avisa que Washington não fará "nenhuma distinção" entre os terroristas e os que os albergam.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.