A trégua acordada entre o Hamas e Israel termina esta segunda-feira, mas aparentemente o movimento islamista palestiniano estará disposto a prorrogar a mesma por mais "dois a quatro" dias.

"O Hamas informou os mediadores que os movimentos de resistência estão dispostos a prolongar a atual trégua entre dois a quatro dias. A resistência acredita que é possível garantir a libertação de mais 20 a 40 reféns israelitas", revelou a fonte.

Ainda de acordo com a mesma, tudo dependerá dos “esforços sérios” de Israel para aumentar o número de prisioneiros palestinianos libertados.

Refira-se que Israel já tinha salientado que a trégua nos combates poderia prolongar-se um dia por cada dez reféns libertados pelo Hamas.

Ainda assim, até ao momento, não há uma resposta oficial dos israelitas, mas algumas fontes apontam para que a trégua possa aguentar mais alguns dias.

Alguma imprensa israelita dava mesmo conta nesta noite de domingo que o Qatar estará novamente em contacto com ambas as partes para que as armas continuem paradas durante mais alguns dias, de forma a que mais o Hamas possa libertar mais reféns. Os qataris já tinham expressado a sua confiança neste sentido, mas agora as conversas estarão mesmo em andamento para que tal seja possível.

"Um dos propósitos [da pausa] é que eles [o Hamas] terão tempo para procurar o resto das pessoas desaparecidas, que estão reféns de outros grupos. Israel espera para decidir", disse o xeique qatari Mohammed bin Abdulrahman.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netayahu, falou também este domingo sobre o conflito, mas não revelou dados sobre a possível extensão da trégua, revelando apenas que o primeiro objetivo de Israel é "acabar" com o Hamas.

“Vamos continuar até ao fim, até à vitória. Nada nos demoverá e estamos convencidos que temos o poder, a força, a vontade e a determinação para alcançar todos os objetivos da guerra”, afirmou o primeiro-ministro israelita, citado pela agência noticiosa EFE, numa visita ao enclave palestiniano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.