"Os chefes de Governo também têm estado em contacto, quer o primeiro-ministro de Portugal, quer a chanceler alemã. Nós temos tudo facilitado para que o processo que agora é necessário concluir, seja concluído o mais rapidamente possível", disse Augusto Santos Silva, em declarações aos jornalistas à chegada à ilha da Madeira.

Ainda no Aeroporto Cristiano Ronaldo, no Funchal, o ministro dos Negócios Estrangeiros adiantou que o Governo tem "contado com o apoio da equipa técnica que, quer a embaixada da Alemanha, quer agora o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, fazem chegar à Madeira".

"Agora, nada disto esconde a tragédia que foi este acidente. Mas, como tem acontecido em momentos anteriores, todos nós sabemos que a Região Autónoma da Madeira, o povo madeirense e as suas autoridades saberão também reagir e reagir como sempre fazem com unidade, com vontade e com espírito positivo, de reação e de resistência", salientou.

Augusto Santos Silva deslocou-se hoje à Madeira, na sequência do acidente com um autocarro turístico que provocou a morte de 29 pessoas, para receber o seu homólogo alemão, que chega à ilha por volta das 18:00.

"Também estou aqui para receber o ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha que, para além de ser um colega, é um amigo, que veio aqui acompanhar no terreno o evoluir da situação e também manifestar a solidariedade da Alemanha", indicou.

O ministro apontou ainda que decorre um "processo de identificação das vítimas mortais" para proceder à sua trasladação e também "de tratamento dos feridos".

"Através do gabinete de emergência consular do Ministério dos Negócios Estrangeiros nós temos estado em contacto com a embaixada, as autoridades regionais também têm estado em contacto direto com a embaixada da Alemanha", considerou.

Santos Silva lamentou ainda "o terrível acidente, a tragédia que se abateu sobre a Região Autónoma da Madeira", reconhecendo e agradecendo “os esforços incansáveis das autoridades regionais, do Governo Regional, dos serviços, do sentido de acudir aos feridos, que são vários, e ajudar as famílias e também proceder à identificação das vítimas".

O ministro salientou também o "excelente trabalho desenvolvido pelo hospital do Funchal" e o facto de as autoridades regionais terem disponibilizado, "de imediato, apoio psicológico, o apoio necessário às famílias".

"Quero exprimir a solidariedade do Governo e julgo que de todos nós para com a Região Autónoma da Madeira, exprimir as condolências e os pêsames sentidos às famílias das vítimas mortais", concluiu.

Pelo menos 29 pessoas morreram no acidente com um autocarro que transportava turistas alemães em Santa Cruz, na Madeira, na quarta-feira à tarde.

Uma das vítimas morreu no hospital central do Funchal, onde deram entrada 28 feridos, dois dos quais portugueses.

As vítimas mortais, 11 homens e 18 mulheres, são todas alemãs.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, desloca-se no sábado à Madeira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.