Por sua vez, o número de acidentes aumentou 5,5 por cento este ano, tendo-se registado, entre 01 de janeiro e 15 de setembro, 89.368 desastres rodoviários, mais 4.727 que no mesmo período de 2015, quando tinham ocorrido 84.641, avançam os dados da ANSR, que reúne dados da PSP e GNR.

Segundo a ANSR, Lisboa é o distrito com mais mortos (45), seguido de Aveiro, Leiria e Setúbal, com 25 mortos cada um.

Já a Guarda é o distrito com menos vítimas mortais este ano, registando três mortos.

Os acidentes rodoviários provocaram também 1.439 feridos graves, menos 167 do que período idêntico de 2015.

A ANSR indica ainda que, até 15 de setembro, 26.857 pessoas sofreram ferimentos ligeiros.

Os dados da ANSR dizem respeito aos mortos cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.

O Dia Europeu Sem Mortes na Estrada é hoje assinalado em toda Europa e tem como objetivo reduzir o número de mortes em acidentes rodoviários, tendo a aspiração de registar zero mortes no dia escolhido para a data.

Em Portugal, a data é celebrada com um debate organizado, em Lisboa, pela Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel (ANCIA), em colaboração com a TISPOL (Rede Europeia de Polícias de Trânsito), representada em Portugal pela GNR, e a Associação Estrada Mais Segura, participando ainda na iniciativa o presidente da ANSR, Jorge Jacob.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.