As medidas, que serão aplicadas em todos os concelhos do arquipélago, entram em vigor às 20:00 de hoje e prolongam-se até às 23:59 de terça-feira, ainda que sejam mais restritivas no fim de semana.

Estão proibidas “quaisquer festividades ou ajuntamentos de pessoas em locais públicos ou privados, associados ao Carnaval ou motivados pela época carnavalesca”, entre as 20:00 de hoje e as 23:59 de terça-feira.

No mesmo período, será também proibida a circulação na via pública entre as 20:00 e as 05:00 horas, com as exceções previstas na lei, como deslocações por motivos de saúde, para o trabalho e para a compra de bens essenciais.

Entre as 20:00 de hoje e as 23:59 de domingo, há obrigação de encerramento de “todo o comércio não essencial, considerando-se como comércio essencial os estabelecimentos que disponibilizem bens de primeira necessidade ou outros bens considerados essenciais, ou aqueles que prestem serviços de primeira necessidade”.

Nesse período, encerram também os “estabelecimentos de restauração, bebidas e similares, com exceção do funcionamento em ‘take-away’ e do serviço de entrega ao domicílio”.

Na segunda e na terça-feira, os estabelecimentos de restauração, bebidas e similares podem abrir até às 15:00, funcionado, depois dessa hora, apenas em ‘take-away’ e entrega ao domicílio.

Segundo a mais recente avaliação da Autoridade de Saúde Regional, todos os concelhos dos Açores apresentam um “baixo risco” de transmissão do novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, com exceção do concelho da Ribeira Grande (São Miguel), onde se localiza a vila de Rabo de Peixe, a única localidade da região sujeita a cerca sanitária.

No entanto, as medidas restritivas do Carnaval serão aplicadas, de igual forma, em todos os concelhos, independentemente do seu nível do risco de transmissão do novo coronavírus.

“A maioria dos açorianos está a cumprir escrupulosamente com as medidas que têm sido determinadas — daí os resultados que temos — mas, também vão chegando notícias de pessoas que se foram preparando para festejar de uma forma mais ou menos pública o Carnaval. Este não é ano para festejar o Carnaval”, justificou, esta quinta-feira, em conferência de imprensa, o secretário regional da Saúde e Desporto dos Açores, Clélio Meneses.

Os Açores contam atualmente com 118 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, sendo 98 em São Miguel, 15 na Terceira, dois no Faial e três em São Jorge.

Desde o início da pandemia, foram detetados na região 3.754 casos de infeção, tendo ocorrido 29 óbitos e 3.504 recuperações.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.