A APA "recebeu na sua sede, uma diligência processual pela Polícia Judiciária, por mandando do Departamento de Investigação e Ação Penal Regional de Lisboa”, indicou a mesma fonte, que não respondeu sobre o motivo das buscas, mas afirmou que foi prestada “solícita e dedicada cooperação” às autoridades.

Segundo a revista Sábado, as buscas também decorreram no Instituto de Conservação da Natureza e Florestas e terão a ver com o processo do futuro aeroporto do Montijo e com a declaração de impacto ambiental favorável ao projeto emitida pela APA e contestada pelo setor ambientalista.

Ainda de acordo com a revista, um escritório de advogados terá também sido alvo de buscas.

Segundo o Jornal de Notícias, na mira da PJ estarão possíveis crimes de falsificação de documentos, abuso de poder e corrupção.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.