O contrato para a abertura da Lagoa de Albufeira, que será assinado pelas 15:00 de quinta-feira, na Casa do Governador na Fortaleza de Santiago, concelho de Sesimbra, distrito de Setúbal, surge na sequência de um memorando de junho do ano passado.

O memorando estabelece que as obras de abertura da lagoa devem ser executadas pelo município sesimbrense, sendo o financiamento assegurado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) até ao montante de 100 mil euros.

"A Lagoa de Albufeira tende a fechar a ligação ao mar devido ao assoreamento, sendo necessário proceder-se à abertura artificial", refere uma nota de imprensa da APA.

"A questão da abertura da lagoa ao mar é crítica para a renovação da qualidade da água e viabilização das atividades humanas e económicas presentes que aí se desenvolvem e que dependem da qualidade deste sistema natural", acrescenta o documento.

Em anos anteriores, a Câmara Municipal de Sesimbra teve de suportar algumas vezes todos os encargos com as obras de abertura da Lagoa de Albufeira e, quando necessário, também obras de reabertura, situação que foi várias vezes criticada publicamente por diversos autarcas sesimbrenses.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.