A bp está focada em reduzir emissões de CO2, por isso desenhou um plano que apoia vários projetos da ONU ligados à sustentabilidade. O foco está na compensação das emissões de carbono feitas por todos os condutores que abastecem nas bombas de gasolina da empresa foi por isso que a iniciativa bp Target Neutral viajou até à Zâmbia para apoiar uma causa que procura reduzir a dependência da desflorestação.

O projeto Lower Zambezi está a ser implementado na província de Lusaka, na região central da Zâmbia e prevê-se que reduza 180 toneladas de CO2 por ano durante 30 anos. Neste país, a desflorestação deve-se maioritariamente à produção de carvão vegetal e à expansão de terras agrícolas, sendo que este projeto tem como objetivo proteger a Rufunsa Conservancy, uma área de mais de 40 mil hectares associada ao Parque Nacional do Baixo Zambeze e uma das últimas áreas de floresta virgem na província de Lusaka.

Adicionalmente, o projeto dá formação ambiental aos produtores de carvão vegetal e incentivos financeiros para que esta exploração seja feita apenas nas áreas designadas da floresta protegida, assim como dicas de agricultura eficiente e de conservação, de forma a que centenas de famílias possam gerar rendimentos mais altos.

Para além disso, o projeto estabeleceu uma parceria com a organização local Bee Sweet, fornecendo mais de 5 mil colmeias para mais de 200 famílias, que podem através da apicultura encontrar uma forma de melhorar a sua vida. A iniciativa apoiada pela bp aumentou ainda o acesso a água limpa, visto que 70% de toda a água limpa na área foi extraída por furos financiados pelo projeto.

Ao todo, beneficiaram deste projeto cerca de 37 mil pessoas, através das diferentes ações da bp. Tudo isto se traduz na criação de emprego, no financiamento da educação ambiental, e na melhoria das infraestruturas e condições de saúde pública, para além da diminuição

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.