Na rua de Angola, freguesia dos Anjos, foi criado um “perímetro de segurança” em torno das fissuras que apareceram esta manhã. A Polícia Municipal continua no terreno, “não existindo ainda uma data” para a intervenção técnica necessária no piso.

Na rua Garrett (Chiado), freguesia de Santa Maria Maior, foi igualmente estabelecido um perímetro de segurança em torno do buraco, mantendo-se ainda, cerca das 16:30, indicou a fonte da Proteção Civil municipal.

“De momento não há condições para reparar o buraco, devido ao mau tempo, mas logo que estiverem reunidas todas as condições serão feitas as intervenções necessárias”, disse à agência Lusa fonte da Câmara Municipal de Lisboa, pelas 16:50.

De acordo com a fonte da Proteção Civil, na rua do Arco do Carvalhão, em Campo de Ourique, uma derrocada, inicialmente identificada pelo serviço municipal como um “abatimento”, obrigou à mobilização para o local uma equipa da autarquia com o objetivo de “limpar a via para assegurar a normal circulação de trânsito e pessoas”.

Cerca das 15:00, a Proteção Civil indicou ter registo de três abatimentos de piso na cidade – nas ruas Garrett, de Angola e Arco do Carvalhão – que geravam preocupação, tendo em conta a possibilidade de os buracos aumentarem.

Nos dois primeiros casos, o trânsito ficou condicionado.

Segundo as informações dadas então, na rua de Angola registava-se um “abatimento contínuo” que exigia a retirada das viaturas estacionadas. A Lusa confirmou no local existir um pequeno abatimento do piso e fissuras, na faixa de rodagem, ao longo de vários metros.

A Lusa constatou também que o buraco que se abriu na rua Garrett – na parte pedonal, em frente ao número 104 (pastelaria Benard) – aparenta ter cerca de um metro de comprimento.

A fonte da Proteção Civil municipal explicou também que, devido às previsões meteorológicas, nos próximos dias estarão no terreno, 24 sobre 24 horas, equipas de técnicos da Proteção Civil, com especial incidência nas zonas junto à faixa costeira.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), colocou hoje o distrito de Lisboa em aviso laranja (o segundo mais grave) para agitação marítima, até às 15:00 de domingo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.