O ativista angolano Luaty Beirão partilhou na sua conta de Twitter duas fotografias de dois cartazes da Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Angola em se apela ao voto popular nas eleições presidenciais marcadas para 23 de agosto.

No cartaz com o símbolo da CNE, lê-se a inscrição: “Eleições gerais 2017, vota pela paz e pela democracia”, surgindo no canto superior direito as palavras “Boletim de voto. Simulação”.

Até aqui, tudo normal, não fosse o caso de o placard incluir um “X” no candidato do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), partido do atual presidente, José Eduardo dos Santos.

Mas não só. O dito cartaz, “denunciado” por Luaty Beirão naquela rede social, que simula um boletim de voto, mostra os símbolos dos seis partidos que apresentam candidato ao ato eleitoral.

A singularidade reside no facto de o espaço reservado ao MPLA ter inscrito o nome do candidato João Manuel Gonçalves Lourenço, acompanhado de fotografia, enquanto os demais merecem somente os símbolos partidários, estando o resto em branco.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.