De acordo com a agência Efe, a chefe do Governo alemão reconheceu, durante uma conferência de imprensa conjunta com Fernández, que a Argentina “não se encontra com uma situação económica fácil” e mostrou-se disponível para encontrar soluções, apesar de não ter detalhado quais as soluções em vista.

“É muito importante que esta noite possamos falar das nossas relações económicas e refletir de que modo não só o lado alemão, mas também o europeu, podem apoiar e servir de ajuda” para resolver a crise económica argentina, assegurou a também líder do país europeu com maior peso no Fundo Monetário Internacional (FMI).

O apoio da Alemanha pode ser fundamental para Fernández, que está a exercer o mandato desde dezembro e procura um acordo com o FMI e também com credores privados para renegociar a dívida externa do país.

O chefe de Estado argentino reiterou o compromisso em pagar a dívida, mas sublinhou que precisa que o país cresça novamente.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.