Esta proposta do antigo secretário de Estado e deputado socialista eleito pelo círculo de Vila Real consta de uma carta enviada ao presidente da Subcomissão Parlamentar de Ética, o social-democrata, Luís Marques Guedes.

Na carta, sem se referir especificamente aos motivos que estiveram na origem da recente demissão do secretário-geral do PSD, Feliciano Barreiras Duarte, Ascenso Simões adverte que "as circunstâncias em que cada um dos deputados exerce funções é cada vez mais motivo de atenção dos portugueses".

"Os mais recentes casos colocam, a todos os eleitos, obrigações que devem ser observadas de forma complementar às vigentes. Tendo eu interesse em entregar à Assembleia da República todos os documentos que suportam os dados biográficos presentes no ‘site’ do parlamento, gostaria de solicitar que fosse ponderada a abertura de um registo/repositório complementar facultativo onde cada deputado tivesse condições para depositar os documentos que considerasse importantes", sugere o deputado do PS.

Na mesma carta, Ascenso Simões defende que esse registo deveria ter caráter "facultativo" e "seria público desde que autorizado pelo deputado".

"Solicito pois, que seja ponderada esta minha proposta em sede de subcomissão [Parlamentar de Ética] e que, depois disso, me seja comunicado o que vier a ser deliberado", acrescenta.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.