O Presidente francês, François Hollande, decretou três dias de luto nacional, de sábado a segunda-feira, na sequência do atentado em Nice, que fez pelo menos 84 mortos na quinta-feira à noite, anunciou o primeiro-ministro.

Valls também adiantou que o governo fará o necessário para estender o estado de emergência em vigor desde os atentados de novembro de 2015 em Paris. Um projeto de lei para prolongar até final de outubro o estado de emergência vai ser apresentado na quarta e quinta-feira ao parlamento, acrescentou o primeiro-ministro no final de uma reunião de crise no Eliseu.

Valls afirmou que o "ato terrorista" em Nice prova, uma vez mais, que existe uma "situação de guerra" e garantiu que a França não se deixará desestabilizar, nem cederá perante os terroristas.

"A França é um grande país e uma grande democracia que não se deixará desestabilizar", sublinhou, numa breve declaração pública no final do conselho de segurança e de defesa, a que presidiu Hollande.

O ataque em Nice, sul de França, na quinta-feira à noite, com um camião a atropelar as pessoas que assitiam ao espetáculo de fogo-de-artifício, fez pelo menos 84 mortos e 18 feridos continuam em estado considerado crítico, segundo um novo balanço do Governo francês.

O ataque em Nice, sul de França, fez pelo menos 84 mortos e 18 feridos continuam em estado considerado crítico, segundo um novo balanço do Governo francês.

Um homem lançou um camião sobre uma multidão na avenida marginal da cidade de Nice, a Promenade des Anglais, que na quinta-feira assistia a um fogo-de-artifício para celebrar o feriado nacional de 14 de julho, que evoca a Tomada da Bastilha.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada, mas as autoridades já avançaram com pormenores sobre a identidade do condutor do camião: Trata-se um franco-tunisiano, de 31 anos, morador de Nice, cujo documento de identificação foi encontrado no interior do veículo, escreve a AFP. "Há várias operações em andamento na manhã desta sexta-feira, sobretudo em Nice", acrescentaram as fontes citadas pela agência.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.