A manifestação acontece a dois dias das ações regionais nesta cidade-estado alemã, refere a EFE.

A jovem sueca liderou a enorme manifestação que paralisou o centro da cidade durante horas, levando um cartaz onde se lia “Salvar o clima, salvar Hamburgo”.

A manifestação, que decorreu sem incidentes, reuniu cerca de 20 mil participantes, de acordo com a polícia local. Já a organização colocou a participação nos 60 mil manifestantes.

A iniciativa exigiu o encerramento das centrais térmicas na Alemanha e a saída dos veículos dos centros das cidades.

Na manifestação fez-se ainda um minuto de silêncio pelas vítimas dos atentados racistas de quarta-feira em Hanau (centro da Alemanha), que vitimou dez pessoas por ação de um radical de extrema-direita.

Hamburgo vai a eleições no domingo e o Partido Social-Democrata (SPD) parte como favorito. Os Verdes podem chegar a segundos mais votos, à frente dos conservadores, de acordo com as últimas sondagens, refere a EFE.

A ativista alemã Luisa Neubaeur, o rosto no país do movimento ambientalista juvenil, garantiu em declarações ao canal de televisão ‘ntv’ que o movimento ‘Fridays for Future’ não apoia nenhum partido, mas quer que a crise climática faça parte da campanha.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.