“Há muitos casos nas escolas em Castelo Branco. Neste momento, não lhe posso quantificar, mas são muitos”, disse à agência Lusa José Augusto Alves.

O autarca explicou que a saúde pública está a acompanhar os casos que vão surgindo nos estabelecimentos de ensino de Castelo Branco.

“O melhor era encerrar, pelo menos o 3º ciclo e ensino secundário, durante duas semanas para ver se isto estabiliza. Há muitos casos”, concluiu.

A Comissão Municipal de Proteção Civil (CMPC) de Viseu também defendeu hoje a suspensão da atividade letiva e educativa em regime presencial do 3.º ciclo e ensino secundário no concelho de Viseu, depois de se ter reunido com diversos responsáveis.

“Exigir à tutela a suspensão da atividade letiva e educativa em regime presencial do 3.º ciclo e ensino secundário nos estabelecimentos de ensino do concelho de Viseu, passando estes níveis de escolaridade a funcionar na modalidade de ensino à distância, por um período de 15 dias, e com posterior avaliação”, afirma a CMPC de Viseu, num comunicado divulgado hoje.

“É fundamental minimizar a transmissão comunitária ativa e aliviar a pressão existente nos serviços de saúde, nomeadamente na capacidade esgotada da Autoridade de Saúde local no que diz respeito ao estudo epidemiológico das cadeias de transmissão”, justifica.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.