Pedro Magalhães Ribeiro afirmou à Lusa que, na sequência de informações que apontavam para a eliminação da “taxa nula”, que isenta o setor do vinho do Imposto sobre o Álcool e Bebidas Alcoólicas, no Orçamento do Estado para 2017, iniciou contactos com o Governo, tendo recebido hoje garantias de que não haverá qualquer alteração nesse regime.

A informação de que não vai haver alterações foi confirmada por uma fonte do Governo contactada pela Lusa.

O autarca afirmou ter contado com o apoio do ministro da Agricultura, Capoulas Santos, governante que, disse, mantém “grande proximidade” com o setor e que tem demonstrado “forte empenho e dedicação” em garantir a competitividade do vinho português nos mercados internacionais.

Os agentes do setor haviam já manifestado preocupação com o eventual aumento da carga fiscal para um setor que tem vindo a investir e a apostar na exportação.

A concelhia do Cartaxo do PSD emitiu um comunicado esta semana “estranhando o silêncio” do presidente da Câmara, lembrando que o município reivindica o título de Capital do Vinho e acolhe a sede da AMPV.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.