Jerónimo de Sousa escolheu Setúbal para encerrar a sua 'volta' pelo país. O município é presidido pela CDU, mas como a autarca em funções, Maria das Dores Meira, atingiu o limite de mandatos, é em André Martins que estão depositadas as esperanças para os próximos quatro anos.

Perante a plateia praticamente cheia do Fórum Municipal Luísa Todi, o dirigente comunista considerou que a campanha eleitoral foi “uma longa, mas estimulante viagem”, arrancando aplausos e palavras de ordem como “CDU, já ganhou”.

No entanto, o secretário-geral do PCP, ladeado pelo candidato da CDU à Câmara de Setúbal e pela dirigente do PEV e antiga deputada Heloísa Apolónia, sustentou que a escolha correta tem de ser feita no domingo e que “dia 27 será tarde para arrependimentos”.

Por isso, até à abertura das urnas, no domingo, ainda é possível fazer um último esforço: “Há ainda muito trabalho a fazer. É preciso que ninguém se distraia ou deixe para os outros o que deve fazer para continuar a construir o futuro”.

O caminho, prosseguiu, é através do esclarecimento de familiares, amigos, colegas de trabalho, entre outros, que estejam indecisos, mas Jerónimo de Sousa alertou que “também é preciso ouvir”.

A Coligação Democrática Unitária (CDU) - composta pelo Partido Comunista Português (PCP), pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) e pela Associação Intervenção Democrática - concorre a 305 câmaras nas eleições autárquicas de domingo.
Há quatro anos perdeu nove municípios para os socialistas e contabilizou o pior resultado em eleições autárquicas.

A CDU está na presidência de 24 municípios, entre eles nove bastiões: Arraiolos, Mora e Montemor-o-Novo (distrito de Évora), Avis (Portalegre), Serpa (Beja), Moita, Seixal, Palmela e Santiago do Cacém (Setúbal).

As restantes autarquias são Alvito, Cuba e Vidigueira (Beja), Vila Viçosa (Évora), Silves (Faro), Loures, Sobral de Monte Agraço (Lisboa), Monforte (Portalegre), Alpiarça e Benavente (Santarém), Alcácer do Sal, Grândola, Sesimbra (distrito de Setúbal), Évora e Setúbal.

O período de campanha oficial para as eleições autárquicas de 26 de setembro termina hoje à meia-noite, antevéspera do dia eleitoral, segundo o calendário divulgado pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.