A editora Arcade Publishing, com sede em Nova Iorque, anunciou que adquiriu os direitos mundiais de "Apropos of Nothing", escrito por WoodyAllen, de 84 anos, e que lançou sem aviso prévio porque "não se submeteria às pressões politicamente corretas do mundo moderno".

"Como editora, preferimos dar voz a um respeitado cineasta e escritor", disse a editora Jeannette Seaver em comunicado enviado à AFP.

O livro era para ser publicado originalmente pela editora Hachette, que devolveu todos os direitos ao autor após um protesto público dos seus funcionários e do único filho biológico do cineasta, o jornalista e escritor Ronan Farrow, que está convencido de que o pai abusou sexualmente da sua irmã no início dos anos 90.

No meio de uma disputa legal com o cineasta, a ex-mulher de Woody Allen, a atriz Mia Farrow, denunciou o suposto abuso da filha adotiva de ambos, Dylan Farrow quando tinha 7 anos, acusação que Allen sempre negou.

Pouco antes da denúncia, Farrow tinha se separado de Woody Allen ao descobrir que ele tinha uma relação secreta com outra das suas filhas adotadas, Soon-Yi Previn, 34 anos mais nova que o realizador.

O realizador de filmes como "Annie Hall",  "Manhattan" ou "Match Point", hoje com 84 anos, negou sempre as acusações, mas após o surgimento do #MeToo, Dylan insistiu que foi abusada pelo pai.

A justiça investigou as duas denúncias durante meses e não encontrou elementos para julgar o cineasta por abuso de menores.

A Arcade - parte da Skyhorse Publishing - afirma que o livro é "uma relato pessoal sincero e completo de Woody Allen sobre sua vida", segundo a Publishers Weekly.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.