Em declarações à Lusa, fonte dos Bombeiros dos Carvalhos disse que o autocarro ter-se-á incendiado cerca das 14:00 e que o meio de transporte pertence à empresa União de Transportes dos Carvalhos, não havendo de momento “registo de vítimas”.

No local estão 11 elementos da corporação dos Bombeiros dos Carvalhos com quatro viaturas e uma equipa da GNR com três agentes.

Fonte das relações públicas do Comando da GNR do Porto adiantou à Lusa que o autocarro se incendiou na rua Américo Oliveira e que a via se encontra “cortada entre os números 320 e 900”, sendo a alternativa para os automobilistas a Rua Senhora do Padrão ou o IC2 (antiga Nacional 1).

A Lusa contactou a empresa União de Transportes dos Carvalhos e, segundo o funcionário, Alexandre Moutinho, a causa do incêndio poderá estar relacionado com o "calor" e "aquecimento".

O motorista do autocarro que se incendiou "saiu ileso" e comunicou que os passageiros que transportava na viatura também saíram sem ferimentos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.