De acordo com a informação a que a agência Lusa teve acesso, "o aumento de procura de veículos a gasolina está a ter impacto nas fábricas de produção de motores", uma vez que "os componentes para os motores a gasolina são diferentes dos motores a diesel".

"Na cadeia de abastecimento dos fabricantes, existem subfornecedores que atualmente não conseguem acompanhar o aumento de procura e não estão a conseguir garantir o abastecimento necessário para as fábricas", lê-se no comunicado distribuído hoje aos funcionários da Autoeuropa.

No mesmo comunicado, a empresa adianta que o reinício da atividade laboral será no dia 03 de abril e garante ainda que “esta revisão do programa de produção, por motivos externos à Volkswagen Autoeuropa, não terá impacto no pagamento do prémio trimestral".

A fábrica de automóveis da Volkswagen em Palmela prevê atingir um volume de produção na ordem dos 240.000 veículos até final do ano em curso, a maioria dos quais no novo modelo, T-Roc.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.