A Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO, na sigla inglesa) vai proibir o transporte das baterias de lítio no porão dos aviões devido ao risco de incêndio. Este género de bateria é utilizado em computadores, tablets e telemóveis.

A medida vai afetar todas as companhias aéreas. A nova regra, que entra em vigor em abril, surge de um pedido recorrente por parte de vários agentes do setor da aviação.

A proibição vai durar, pelo menos, até 2018, quando está previsto que se estabeleçam novas regras para o transporte de baterias de lítio.

"A segurança é a prioridade fundamental na aviação civil internacional", afirmou, em comunicado, o presidente do conselho da ICAO, agência afeta às Nações Unidas, da qual fazem parte 36 países.

Vários testes realizados demonstraram que os sistemas de extinção de incêndio dos aviões não conseguem apagar um incêndio provocado pela explosão de uma bateria de lítio.

Notícia atualizada às 10h20 com clarificação sobre as baterias de lítio

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.