A gestora dos aeroportos portugueses explicou que o piloto do avião pediu para aterrar de emergência na madrugada de hoje “por problemas técnicos” e que foi ativado o plano de emergência, o que implica acompanhamento de bombeiros na aterragem, tendo esta decorrido com normalidade.

O avião em causa é um Boeing que tinha partido de Nova Iorque, Estados Unidos da América, com 151 passageiros com destino a Barcelona, em Espanha.

Os passageiros estão neste momento hospedados em hotéis, cabendo à companhia decidir agora como se fará o seu transporte para a cidade espanhola.

Em declarações à Lusa, o comandante dos Bombeiros de Moreira da Maia, Manuel Carvalho, explicou que aquela corporação recebeu hoje, pelas 05:23, um alerta amarelo de nível um, que é o menos grave dos alertas e serve para os bombeiros entrarem em prevenção nos quartéis com as viaturas.

Segundo o comandante, foi-lhe comunicado que "havia suspeita de um problema com o motor esquerdo da aeronave, e foi ativado o plano de emergência que a Autoridade da Proteção Civil tem delineado".

"Tratava-se de um Boeing 727 com cerca de 170 passageiros", explicou o comandante, referindo que espoletaram de imediato os homens e viaturas em prevenção.

Como "não houve evolução para o nível dois não foi necessário exportar os meios para o aeroporto", concluiu.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.