De acordo com o corpo de Bombeiros, o piloto e o copiloto da aeronave são os mortos confirmados até ao momento, havendo ainda 12 feridos registados.

Os Bombeiros divulgaram também que os corpos sem vida já foram retirados de dentro da aeronave, que caiu na zona norte de São Paulo, perto de um posto de gasolina. A identidade das vítimas não foi divulgada.

Entre os feridos, sete eram pedestres que passavam pelo local do acidente e os restantes cinco eram pessoas que estavam dentro das casas atingidas pela aeronave. Nenhum dos feridos corre risco de vida e o incêndio provocado pela queda está controlado.

A queda deu-se numa área residencial perto do Aeroporto Campo de Marte, num terminal que opera voos executivos e, pelo menos, duas casas foram atingidas. Dez viaturas foram deslocadas para o local.

"Vi que o avião subiu do aeroporto, fez um voo rasante nas árvores e caiu numa rua bem em frente ao local onde trabalho, atrás de um posto de gasolina. Explodiu, deu bastante estrondo e uma labareda bem alta", disse o economista Carlos Carneiro, testemunha da queda da aeronave, citado pelo jornal Estadão.

Os bombeiros anunciaram também a hora exata da queda, na rede social Twitter: "15h58 Queda de aeronave Av Santos Dumont, 100 - Santana", escreveram.

O avião, um monomotor Cessna C-210, não tem caixa-negra, segundo a plataforma de notícias G1.


Notícia atualizada às 20:06

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.