Um avião particular que transportava o ex-presidente norte-americano Donald Trump foi obrigado a fazer uma aterragem de emergência no fim-de-semana devido a uma falha no motor, revelaram esta quarta-feira vários meios de comunicação social americanos.

Trump voava no sábado de Nova Orleães para Palm Beach, no estado da Flórida, depois de ter discursado para doadores do Partido Republicano, segundo o site Politico, que citou "duas pessoas familiarizadas com o incidente".

O Politico acrescentou que o avião estava a voar há cerca de 30 minutos quando um dos motores falhou e o piloto decidiu voltar a Nova Orleães.

O Washington Post noticiou que a aeronave Dassault Falcon 900 sobrevoava o Golfo do México quando o piloto fez a manobra.

Segundo o jornal, Trump, conselheiros, pessoal de apoio e agentes do Serviço Secreto estavam a bordo do avião no momento do incidente.

O jornal acrescentou que a aeronave pertence a um dos doadores, que o emprestou a Trump para comparecer ao evento.

Outro doador cedeu a Trump outro avião para chegar a Mar-a-Largo, cuja rota foi completada sem contratempos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.