O hospital Thelle Mogoerane, localizado na cidade Vosloorus, província de Gauteng, tem-se deparado, desde julho, com uma série de contaminações da bactéria resistente aos antibióticos usuais, referiu, no domingo, o ministro da Saúde da África do Sul, Aaron Motsoaledi.

"Não podemos receber recém-nascidos lá", salientou.

As pessoas afetadas foram transferidas para outros hospitais da área.

Em conferência de imprensa, o ministro da Saúde atribuiu a infeção à sobrelotação das unidades de saúde da região e lamentou que não permitam a aplicação de medidas normais de prevenção de infeções.

Naturalmente presente em alguns órgãos, a bactéria Klebsiella pneumoniae pode ser perigosa quando o sistema imunológico do paciente está enfraquecido e causar infeções que podem ser fatais.

Na província de Gauteng, que acolhe Joanesburgo e a capital Pretória, a maternidade e outros serviços neonatais têm uma taxa de ocupação de 132%.

Parte desta sobrelotação é devida à presença na província de muitos estrangeiros de países vizinhos, incluindo o Zimbabué, para receber tratamento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.