Em declarações à agência Lusa no final de uma reunião do Fórum Médico, Miguel Guimarães disse que dará todo o apoio aos médicos que decidam fazer greve.

“Cada vez há mais motivos para protestar. Têm todos os motivos e mais alguns, tanto que é difícil eleger os principais”, afirmou o bastonário.

Além do que são as negociações sindicais, nas quais a Ordem dos Médicos não participa, Miguel Guimarães considerou necessário “potenciar as capacidades de negociação com o Ministério da Saúde”.

No que respeita às competências da ordem, o bastonário disse que será apresentado dentro de duas semanas um novo plano de negociações ao ministro da Saúde e que se esse plano será divulgado publicamente.

Os dois sindicatos médicos decidiram hoje agendar uma greve nacional para dias 08, 09 e 10 e maio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.