De acordo com informação disponível no ‘site’ do Metropolitano de Lisboa, o bilhete diário Carris/Metro/Transtejo (válido durante 24 horas, após a primeira validação, para um número ilimitado de viagens em toda a rede da Carris e do Metro e na ligação Cacilhas/Cais do Sodré da Transtejo) vai passar a custar 9,55 euros.

O bilhete Carris/Metro/CP (válido durante 24 horas, após a primeira validação, para um número ilimitado de viagens em toda a rede da Carris e Metro, bem como no serviço urbano da CP - Linhas de Sintra, Azambuja, Cascais e Sado) terá um custo de 10,60 euros.

O bilhete Carris/Metro (válido em toda a rede da Carris e do Metro num número ilimitado de viagens durante 60 minutos, contado entre a primeira e a última validação de entrada) mantém o preço de 1,50 cêntimos.

O tarifário do bilhete diário Carris/Metro (válido durante 24 horas, após a primeira validação, para um número ilimitado de viagens em toda a rede da Carris e do Metro) também não irá sofrer alterações, mantendo o preço de 6,40 euros.

A viagem de metro com o ‘Zapping’, título de transporte pré-pago que pode ser usado em vários operadores, e com o cartão bancário Caixa Viva terá um aumento de um cêntimo, passando a custar 1,34 euros.

O passe Carris/Metro/estacionamento passará a ter um custo de 54,60 euros, enquanto o passe Metro/Parque Alvalade XXI irá passar a custar 46,15 euros. Estes dois títulos são válidos por 30 dias.

Todos os restantes títulos válidos no metro e os passes municipais e metropolitano irão manter os preços atuais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.