“Durante a noite, o inimigo atacou o aeroporto de Dnipro. Dois ataques. A pista de descolagem e aterragem foi destruída. O terminal está danificado. A destruição é enorme”, afirmou o governador da região, Valentin Reznitchenko, numa mensagem divulgada na aplicação de mensagens Telegram.

Dnipro, uma cidade industrial onde vive um milhão de habitantes e por onde passa o rio com o mesmo nome que separa o leste parcialmente pró-russo da Ucrânia e o resto do território, tem sido relativamente poupada pela progressão do exército russo.

No sábado, a cidade foi alvo de bombardeamentos que provocaram pelo menos um morto.

Apesar de a Rússia e a Ucrânia estarem a realizar de negociações – que devem continuar hoje – os bombardeamentos não pararam.

Na segunda-feira, o Kremlin levantou “a possibilidade de tomar o controlo total das grandes cidades que já estão cercadas”, o que implicaria um grande ataque militar, dada a resistência ucraniana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.