Em comunicado, a Bosch refere que as soluções testadas estão a ser desenvolvidas pela empresa e pela Universidade do Minho, no âmbito de um projeto de inovação para a mobilidade autónoma e conectada.

“Através da utilização de um simulador de motociclos instalado em laboratório, vai ser possível realizar uma experiência similar à condução real de uma mota, ao mesmo tempo que o condutor é exposto a diferentes situações de perigo”, explica.

A experiência será realizada num ambiente imersivo com recurso a uma tela de projeção curva de grandes dimensões, onde diferentes cenários serão utilizados para testar a perceção do condutor face a avisos de perigo comunicados a partir de dispositivos de interação homem-máquina, nomeadamente avisos sonoros, sinais hápticos e sinais visuais projetados num ecrã instalado num capacete.

Os requisitos para participação neste ensaio, que vai decorrer no campus de Guimarães da Universidade do Minho, são ter experiência na condução de motas e ter entre 20 e 60 anos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.