A polícia brasileira relatou que os incidentes ocorreram na noite de domingo em dois pontos diferentes da cidade de Ipojuca, mas aparentemente foram cometidos pela mesma quadrilha, envolvida com tráfico de drogas.

O primeiro dos ataques ocorreu numa praça da cidade, quando um grupo de suspeitos armados chegou em dois veículos e começou a atirar nas pessoas que estavam numa barraca de rua que vendia comida.

A ação provocou 12 feridos, um deles em estado grave, e três mortos.

Minutos depois, foram registados outros dois assassinatos noutro local de Ipojuca, que supostamente foram cometidos pela mesma organização criminosa.

Os suspeitos subiram ao primeiro andar de um prédio e executaram outras duas pessoas.

O delegado que está a investigar o caso, Joaquim Braga, disse aos ‘media’ locais que suspeita que por trás dos ataques esteja uma quadrilha chamada “Trem-Bala”, dedicada ao narcotráfico e que nos últimos meses realizou diversas ações violentas em Ipojuca e outros municípios da região.

Após os ataques, policiais militares iniciaram uma perseguição, mas o grupo conseguiu escapar e nenhum elemento foi preso até ao momento.

No entanto, as autoridades brasileiras esperam identificar os autores a partir das imagens capturadas pelas câmaras de segurança encontradas no local onde ocorreram os assassinatos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.