O Presidente brasileiro, Michel Temer, e o primeiro-ministro português, António Costa, consideraram que António Guterres, futuro secretário-geral das Nações Unidas, "reúne as qualificações pessoais e profissionais" para fazer face aos "múltiplos desafios globais hoje existentes".

A posição consta da declaração final da XII cimeira luso-brasileira, que decorreu hoje à tarde em Brasília.

"Os dois governantes reafirmaram a necessidade de avançar na reforma das Nações Unidas, em particular do seu Conselho de Segurança, com vista a reforçar a sua representatividade, legitimidade e eficácia, por meio da incorporação de novos membros permanentes e não permanentes e do melhoramento dos métodos de trabalho do órgão", lê-se no comunicado final.

Costa "reiterou o firme apoio de Portugal à candidatura do Brasil a membro permanente num Conselho de Segurança reformado", acrescenta a declaração final.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.