A decisão foi tomada no primeiro dia de trabalhos da XI conferência de chefes de Estado e de Governo da CPLP, que está a decorrer no Palácio do Itamaraty, em Brasília, capital do Brasil.

O Brasil assumiu hoje a presidência rotativa da CPLP nos próximos dois anos e Cabo Verde ofereceu-se para acolher a próxima cimeira, em 2018, e a presidência rotativa nos dois anos seguintes, disse a mesma fonte à Lusa.

A disponibilidade de Cabo Verde foi manifestada pelo Presidente, Jorge Carlos Fonseca, e foi aceite, acrescentou a fonte.

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.