O Código Civil português de 1966 entrou em vigor no território cabo-verdiano a 01 de janeiro de 1968, e, desde então, apesar de alterações pontuais que se seguiram à independência do país e à aprovação da Constituição de 1992, têm-se mantido em vigor.

“Pensamos que o cinquentenário seria o momento propício para prestarmos homenagem a essa grande obra científica, que ainda se mantém em vigor quase na sua totalidade com a fisionomia primitiva, mas também achamos que era altura de refletir sobre a necessidade da sua revisão”, explicou aos jornalistas Yara Miranda, presidente do Instituto Superior de Ciências Jurídicas e Sociais (ISCJS), promotor da iniciativa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.