Na sexta-feira, arranca a campanha "No Natal, Comércio Tradicional" que, segundo a vereadora da Cultura, Catarina Rocha, tem “um orçamento muito modesto”, mas “um programa muito variado”.

“Devido às grandes superfícies, o comércio tradicional acaba por ficar em desvantagem. Nós, Câmara Municipal, temos de assumir um papel no sentido de dinamizar o comércio, por as pessoas na rua para irem fazer compras às lojas”, justificou a vereadora à agência Lusa.

Com o objetivo de atrair as pessoas às suas lojas, os comerciantes foram desafiados a participar num concurso de montras.

“É um estímulo aos comerciantes, à sua criatividade e ao seu dinamismo”, afirmou Catarina Rocha, acrescentando que, até ao momento, “aderiram 60 lojistas, o que é significativo, porque é a grande maioria”.

Segundo a vereadora, o Natal em Lamego terá “um programa com alguma variedade, animação e com luz, mas respeitando as restrições orçamentais a que a câmara está obrigada”.

“É um orçamento muito modesto, com critérios de sustentabilidade económica e financeira”, frisou.

A animação de rua será feita com recurso “à prata da casa, com a participação de algumas associações locais, de âmbito recreativo e cultural”, acrescentou.

Os momentos de animação estendem-se também ao Mercado de Natal, na Avenida Dr. Alfredo de Sousa, onde poderão ser encontrados presentes originais e que valorizam os saberes e as tradições locais.

“Toda esta dinâmica foi preparada com a colaboração dos comerciantes. Ouvimos alguns diretamente, outros através das associações a que pertencem”, referiu Catarina Rocha.

Na sexta-feira, as compras poderão ser feitas até mais tarde, uma vez que as lojas ficarão abertas até às 22:00.

O Centro de Empresas da Região do Douro, a União do Comércio Tradicional da Zona Alta de Lamego e a Associação de Empresários de Hotelaria e Turismo do Douro colaboraram com o município na promoção desta campanha.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.