"Eu já entrei na aldeia, fui eu quem a evacuou e sei quem lá ficou, seis ou sete moradores que não quiseram sair, mas que estão lá todos", disse o autarca à agência Lusa, cerca das 17:15, tendo referido que a última família a ser retirada no seu jipe "era composta por duas crianças, mãe, avó e bisavô".

Vasco Marques sublinhou que "não há danos humanos a registar".

Contacto pela Lusa, momentos antes, o presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, disse que "a situação é muito, muito crítica em várias aldeias".

Segundo o autarca, as chamas estão "à entrada da aldeia de Chão de Lopes", e "a situação é crítica junto das aldeias de Chão de Codes, Louriceira, Vale de Amêndoa e Cerro do Outeiro, entre outras", tendo a aldeia de Vale de Amêndoa sido evacuada ao início da tarde.

De acordo com a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, cerca das 17:00, estavam no terreno 310 operacionais, apoiados por 88 meios terrestres e 13 meios aéreos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.